06/05/2015 - Dia das Mães pode ajudar varejo a recuperar perdas

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Em Porto Alegre, expectativa é de faturamento de R$ 80 milhões

 

Os lojistas gaúchos estão otimistas com a chegada do Dia das Mães. A segunda data mais importante do ano no calendário do comércio traz esperança ao setor, que busca recuperar o primeiro trimestre fraco em vendas. As expectativas positivas também contagiam bares e restaurantes, além do comércio on-line. As compras, entretanto, devem esquentar somente no decorrer da semana. Como sempre, o consumidor sai em busca do presente na última hora.

A Câmara de Dirigentes Lojistas da Capital (CDL-POA) aposta em um faturamento de R$ 80 milhões nas compras. Dessa maneira, a entidade espera, ao menos, igualar a marca do ano passado, quando foram comercializados R$ 79 milhões na mesma data. "Temos a esperança de retomar um início de ano complicado para o varejo de uma maneira geral, uma vez que tivemos números negativos no Líquida Porto Alegre e na Páscoa", explica o presidente da CDL-POA, Gustavo Schifino. O Líquida Porto Alegre, por exemplo, apresentou redução de 5% no volume de vendas em 2015.

"Existe uma convicção de que o consumidor está deixando de comprar por uma crise de confiança, não necessariamente por falta de recursos. Nesse sentido, o Dia das Mães nos dá esperança porque essa falta de confiança diminui as compras pessoais, mas as pessoas não deixaram de homenagear alguém especial", completa Schifino. Entre a intenção de compra, a pesquisa da CDL-POA verificou que os itens de confecção devem representar 25% vendas. Além disso, as mães revelaram a preferência por receber joias, presente que não costumava aparecer nos levantamentos anteriores da entidade.

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL-RS) projeta um ganho real, descontada a inflação, de 2% sobre o faturamento de maio do ano passado. Para o presidente da FCDL-RS, Vítor Koch, o mês de maio é chave para as vendas do primeiro semestre e o mercado gaúcho não sentirá os efeitos da elevação do desemprego como a região Sudeste. "Acreditamos que a renda está mantida no Rio Grande do Sul. Inclusive, a massa salarial vem aumentado e houve um ganho nominal de 3,11% nos salários, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados", afirma. Entretanto, na região metropolitana de Porto Alegre, a taxa de desemprego subiu para 6,2% e houve queda no rendimento médio dos trabalhadores em março, segundo a FEE.

Já na comparação com abril, a FCDL espera manter o crescimento observado nos últimos anos, na casa dos 4%. Pesquisa realizada pela entidade para projetar as vendas no período indica maior elevação no faturamento em itens de vestuário e calçados (22%), móveis e eletrodomésticos (17%) e aparelhos de informática (6,5%). Para superar os juros mais altos no cartão de crédito, a FCDL tem orientado os lojistas a incentivarem as compras no carnê próprio. "O financiamento direto ao consumidor é uma saída pelas taxas mais baixas, facilita a vida do cliente", destaca Koch.

Como de costume, os consumidores devem deixar as compras para a última hora. A movimentação na semana passada ainda era baixa e, de acordo com levantamento da CDL-POA, 60% das pessoas irá em busca do presente somente nos próximos dias. Mesmo assim, o comércio está preparado há mais tempo, com ofertas de preço e facilidades de pagamento. As lojas anteciparam promoções por causa da baixa movimentação observada até então, colocando os estoques de lançamentos outono e inverno à disposição dos clientes.

Há também os consumidores que preferem buscar o presente sem sair de casa, uma vez que o Dia das Mães é considerada a terceira melhor data para o varejo eletrônico brasileiro. De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), a estimativa é que o faturamento neste ano, calculado entre os dias 20 de abril e 7 de maio, alcance os R$ 2,08 bilhões. A receita, se confirmada, representaria um crescimento de 28% em relação ao mesmo período de 2014. Os consumidores devem, com isso, realizar 7,3 milhões de pedidos on-line, com destaque para as categorias beleza e saúde, moda, eletrodomésticos e casa e decoração.

A representação gaúcha da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-RS) está com boas expectativas para a data, considerada a mais importante para o setor, à frente, inclusive, do Dia dos Namorados. Os restaurantes, por exemplo, trabalham com margens de faturamento 20% maiores na comparação com o ano passado, segundo a presidente da Abrasel-RS, Maria Fernanda Tartoni. "O ticket médio aumenta, pois reúne a família, que também gasta mais tempo na mesa e celebra com vinhos e espumantes", afirma. A aposta dos estabelecimentos para atrair os clientes é oferecer lembrancinhas para as mães, além de produzir pratos especiais.

 

Shopping centers realizam promoções e esperam movimento maior no decorrer da semana

Os corredores do Canoas Shopping, na Região Metropolitana de Porto Alegre, estavam longe de apresentar o típico alvoroço que antecede datas importantes do calendário varejistas e poucos foram os clientes encontrados dentro dos estabelecimentos. Mesmo assim, os comerciantes estão animados e esperam, ao menos, bater as metas alcançadas em 2014, já que a tendência é que muitas pessoas façam as compras dos presentes nos próximos dias.

A proprietária da Cacau Show, Ana Maria Gouvea, quer recuperar, nesta semana, a baixa observada nas vendas de Páscoa. "Nossa meta é um pouco maior do que no ano passado. Talvez neste ano as pessoas diminuam o ticket médio, pensem um pouco e diminuam o gasto, mas não vão deixar de comprar. Ainda estamos bem otimistas", afirma. Para alavancar as vendas, a loja preparou produtos especiais para as mamães, como cestas de chocolate. "Apostamos na variedade de preços, desde o conjunto mais acessível até outro mais caro. Para todos os gostos", completa.

A proprietária da loja de artigos de decoração Lummo, Lúcia Jlanzarini, se vale da mesma estratégia. Diversificou os produtos disponíveis para agregar itens mais baratos. "Investimos mais em estoque do que no ano passado para a data, pensando em agradar a todos os públicos", diz. De acordo com Lúcia, o faturamento no primeiro bimestre esteve bem abaixo da média dos últimos anos, mas o mês de abril já apresentou recuperação. "Vamos bater a meta do ano passado para maio. É a segunda melhor época do ano, mas os clientes deixam para última hora, ainda mais com o feriadão do dia do trabalhador."

No primeiro ano em operação, a Luxo nos Pés, especializada em bolsas e sapatos femininos, também está com projeções positivas para sua estreia no Dia das Mães. A proprietária, Eduarda da Costa Mendonça, afirma que o volume de vendas vem melhorando e realizará o sorteio de um kit de beleza especial para a data, além de ofertar condições de pagamento. "Nós preparamos especialmente para o período, afinal a loja tem muito a ver com mãe e filha. É nosso público-alvo. Já tem muita gente pesquisando", afirma.

Os shopping centers, por sua vez, lançam companhas especificas para o Dia das Mães. Com investimento de R$ 2,3 milhões, a promoção do BarraShoppingSul irá sortear um carro e distribuir 33 mil brindes. O Canoas Shopping também vai sortear um automóvel para quem gastar mais de R$ 200,00. No Praia de Belas, em Porto Alegre, os consumidores que gastarem mais de R$ 350,00 serão presenteados com uma pashmina - um tipo de xale. O Iguatemi, também na Capital, presenteará os clientes que comprarem mais de R$ 500,00 com uma nécessaire e um produto exclusivo da Sephora.

 

Fonte: Abrasnet