30/04/2015 - Cruzeiro lança hamburgueria e torcedor escolherá nome do fast food

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Primeira loja conceito será inaugurada até agosto e três locais na região Centro-Sul de Belo Horizonte são estudados

 

Seguindo uma nova tendência de mercado no futebol, o Cruzeiro lançará, em Minas Gerais, uma rede oficial de fast food, empresas especializadas em lanches rápidos. O carro forte das lojas será a venda de hambúrgueres e a previsão de inauguração da primeira hamburgueria celeste é para o mês de agosto.

De acordo com o diretor comercial celeste, Robson Pires, o esquema de negócio será o de franquias. Interessados poderão montar lojas fixas em ruas e shoppings, em caminhões (foodtrucks) e até em conteineres.

O nome da rede de alimentação do clube será escolhido pelos torcedores celestes, que por meio das redes sociais já podem fazer sugestões. Os cinco melhores nomes, a serem escolhidos pelo departamento de marketing da Raposa, serão colocados em votação em uma enquete no site oficial do Cruzeiro.

“Essa parceria comercial é mais uma proposta do Cruzeiro de interação com o torcedor. Além de ter esse contato com o clube no momento de fazer a sua refeição, o cruzeirense vai trazer renda e rentabilidade para o clube, que continuará investindo no futebol. É mais um modelo de negócio que o Cruzeiro implanta para que o seu faturamento possa ajudar o clube a continuar cada vez mais forte e competitivo no futebol, viabilizando os investimentos que o Clube tem necessidade”, comenta Pires.

A operação da rede de alimentação do Cruzeiro será responsabilidade da Sportfood Franchising e Licenciamento, que já implementou a Hamburgueria 1903 e a Paleteria 1903, do Grêmio, e que trabalha na implantação da Cantina Palestra, do Palmeiras e do Caldeirão Tricolor, do Bahia.

“É uma operação nova. O cruzeiro vem somar a esse projeto, é uma nova frente de receitas para o clube. O conceito é que o Cruzeiro possa estar cada vez mais atrelando a sua marca que já é muito forte, a produtos e serviços de consumo diário do seu torcedor, e não somente com camisas, ingressos e programas de Sócio Torcedor. Enfim, vamos abrir uma nova seara nas possibilidades de relacionamento entre clube e torcedor na geração de receitas, explica Fernando Ferreira, Sócio Diretor da PLURI Consultoria.

 

Fonte: O Tempo