08/04/2015 - ‘McDonalds vai aumentar salário de trabalhadores em mais de 10% nos EUA

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Após mais um protesto de trabalhadores na porta de filiais da gigante do fast food, empresa tenta encontrar maneiras de manter seus funcionários

 

O McDonald's anunciou na última quarta-feira que vai aumentar os salários e outros benefícios dos funcionários de 1.500 lojas nos Estados Unidas operadas pela empresa. O anúncio foi feito um dia depois de mais um protesto de trabalhadores na porta de filiais da gigante do fast food.

O plano, informou, é deixar os salários, pelo menos, US$ 1 acima do mínimo legal, elevando-os para um valor médio de US$ 9,90 por hora até o dia 1 de julho. Em 2016, a média paga por hora ficará acima de US$ 10.

O aumento vem depois de outras grandes redes, como Walmart e Target, anunciarem a elevação dos salários de seus funcionários. As empresas têm lutado com um mercado de trabalho cada vez mais competitivos e tentam encontrar maneiras de manter seus trabalhadores.

— Com a economia se recuperando, restaurantes em todos os lugares tiveram um turnover maior — disse John Gordon, fundador do Pacific Management Consulting Group. — Eles não sentem que têm que ficar no mesmo lugar.

A renda dos trabalhadores que ganham menos também está no radar do Federal Reserve (Fed, o BC americano), que considera estes dados na avaliação para o aguardado aumento dos juros.

A mudança afeta cerca de 90 mil funcionários das filiais controladas pelo próprio McDonald's, mas deixa de fora 750 mil pessoas que trabalham para os 3.100 franqueados que, por sua vez, operam mais de 12.500 restaurantes da empresa. Contudo, o aumento da rede pode pressionar os donos de franquia a tomar decisão similar.

 

Descanso com remuneração

O que parece um direito simples, ter alguns dias de folga remunerados, é algo a que muitos não têm acesso. Mas, a partir desta quarta-feira, funcionários com mais de um ano de McDonald's poderão ter esse direito, tanto aqueles que trabalham em horário integral quanto os de meio período.

Estas são apenas as mudanças mais recentes na rede de lanchonetes, que tem buscado melhorar o relacionamento com os consumidores. Só esta semana, foram anunciados planos de oferecer o menu de café da manhã ao longo de todo o dia e revisar o sanduíche de frango para remover ingredientes como a maltodextrina. Também esta semana a rede informou que começaria a servir os clientes na mesa, mas, por enquanto, a novidade vale apenas na Alemanha.

 

Fonte: O Globo