27/03/2015 - Temakis com ingredientes exóticos é a nova aposta dos restaurantes japoneses

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Combinações como o temaki de ovas de ouriço vem conquistando os paladares dos brasileiros

 

A culinária japonesa é muito requisitada por suas receitas leves, saborosas e, muitas vezes, exóticas. O uso de ingredientes como o ouriço-do-mar é cada vez mais frequente nos restaurantes japoneses, onde os clientes vêm aceitando as sugestões mais frescas dos sushimen.

O temaki, que na sua origem significa “enrolado a mão”, é uma opção da culinária japonesa que reúne praticidade e combinação de sabores. Hoje pode ser considerado como um item incorporado à gastronomia brasileira, já que aceita muito bem a combinação de ingredientes variados, como o próprio ouriço - mais conhecido por uni - ovas de caranguejo, unagui (enguia japonesa), pirarucu e muitos outros.

Entre os dias 1 e 3 de abril, o sushiman Bayano estará na eduK - plataforma de ensino virtual - para ensinar mais de 20 receitas de temaki, com exibição ao vivo e gratuita. O curso on-line mostrará o preparo de receitas com recheios variados e dará dicas sobre o conhecimento, escolha e combinação de ingredientes, passando pelo corte dos peixes e frutos do mar, além do modo correto de montagem do cone. Também estão dentro do programa do curso, dicas sobre o mercado para quem quer abrir ou já tem seu próprio negócio.

 

 

Negócios

Para quem mantém o seu negócio ou pretende empreender no segmento de food service (venda de alimentos e bebidas para consumo imediato), algumas estatísticas do IBGE são promissoras, pois revelam que quando maior for a renda de uma família, maior o gasto fora do domicílio. Segundo dados divulgados pelo SEBRAE, a POF 2008/2009 - Pesquisa de Orçamentos Familiares revelou que as famílias estão gastando bem mais com alimentação fora de casa do que gastavam em 2002/03. O percentual das despesas com alimentação fora de casa, considerando o total das despesas das famílias, cresceu de 24,1% para 31,1% no período indicado, ou seja, já representa quase um terço dos gastos com alimentos. Na área urbana, passou de 25,7% para 33,1%, e na área rural de 13,1% para 17,5%.

O SEBRAE também afirma que, com cerca de 60 mil reais é possível abrir uma temakeria, e que devem ser avaliados os custos fixos de manutenção do negócio, localização, fluxo do capital de giro e situações adversas como mudanças climáticas e instabilidade na economia. Para as situações mais delicadas no gerenciamento de um negócio desta natureza, a inovação e reciclagem é sempre a melhor saída.

 

Sobre o curso “Temakeria”

Expert eduK: Bayano do Sushi

Data: 1 a 3 de abril de 2015, das 14h às 17h. Reprise: das 19h às 22h

Duração: 9 horas

Nível do curso: Básico

Pré-requisito: curso livre

Acesso: http://www.eduk.com.br/ao-vivo/6-gastronomia/2393-temakeria

 

Fonte: Maxpress