16/01/2015 - Conta de restaurante vai subir até 30% no Rio Grande do Sul

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Reajustes de gás, cerveja, energia elétrica, carne e aluguel são responsáveis pelo aumento

 

Este início de 2015 desafia o bolso de todos. Até os cardápios vão ficar mais salgados. Conforme estimativas da seccional gaúcha da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-RS), é bom preparar o paladar para aumentos que começam em 10% e chegam a 30%.

Os responsáveis pela conta mais alta são reajustes de gás (13,3%), chope (16%), energia elétrica (27%), carne e aluguel, entre outros. A presidente da entidade, Maria Fernanda Tartoni, explica que, com movimento, é possível absorver custos, mas a redução na frequência que ocorre nesta época leva a uma "situação limite":

– O percentual vai depender do nicho de cada restaurante. Quem tem preço fixo não vai poder subir R$ 15 para R$ 20, por exemplo, mas quem está com valores defasados pode chegar a 30%, embora sejam casos mais raros.

Mesmo com a suspensão do novo piso regional, os comerciantes estão incluído o reajuste na conta. O aumento chega a quase 19%, maior do que os 16% da média, com a mudança de faixa para os funcionários do segmento.

Alguns estabelecimentos de Porto Alegre, como o Sakura, especializado em culinária japonesa, já reajustaram o cardápio na virada do ano entre 15% e 20%. Outras casas, como Dona Neusa, Natalicio e Dona Zefinha devem aplicar os mesmos percentuais em breve. E o tradicional Copacabana vai elevar o preço de refeições e bebidas em ao menos 10% até o final do mês.

 

Fonte: Portal ZH