14/11/2014 - Restaurantes no entorno devem 'povoar' estação Fradique Coutinho do metrô

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍSLinha de metrô, em São Paulo, aposta na grande concentração de bares para atrair pessoas

 

 

O passageiro sai da estação de metrô e, numa caminhada de menos de cinco minutos, tem 52 endereços para escolher onde quer almoçar, jantar, comer um lanche ou fazer um happy hour.

 

A concentração de bares e restaurantes é a aposta da concessionária ViaQuatro, que administra a linha 4-amarela, para "povoar" a estação Fradique Coutinho, que deve ser inaugurada no sábado (15) –inicialmente em horário restrito, das 10h às 15h.

Localizada no polo gastronômico da rua dos Pinheiros (zona oeste), a nova parada do metrô, que sairá do papel após quatro anos de atraso, será também a melhor opção para ir ao reduto boêmio da Vila Madalena –mais perto até que a estação de mesmo nome na linha 2-verde.

O cardápio de vizinhos da nova "estação gourmet" do metrô é bem variado: há desde os tradicionais pê-efes até cafés, hamburguerias e cozinhas japonesa, italiana, chinesa, francesa, polonesa, mexicana, baiana e capixaba.

A expectativa é que quem mora ou trabalha ao longo da linha 4 aproveite a rapidez do metrô para almoçar ou jantar por lá –sem ter que se preocupar com estacionamentos.

Da Paulista até a Fradique a viagem levará menos de dois minutos. Nas duas pontas da linha esse tempo também será curto –do Butantã serão quatro, e, da Luz, sete.

"Temos quase um perfil de Nova York, de Londres, porque todas as pessoas usam a linha, não tem distinção de classe. Agora vamos ter mais opções, as pessoas que saem da Paulista, do centro, vão poder aproveitar esses restaurantes todos", diz Luis Valença, presidente da ViaQuatro.

Na região há cozinhas elogiadas como Picnic, Miya, Tasca do Zé e da Maria, Le Jazz e Gigio. Os restaurantes, após frustração pela demora das obras, estão otimistas.

"Vai ajudar no movimento principalmente à noite. Até porque tem a Lei Seca, então o pessoal vai poder beber e ir embora de metrô", diz Pedro Martins, gerente do argentino Cabaña del Asado.

Vanessa Wica, sócia do Maria Escaleira, espera que o movimento cresça de dia. "Pessoas que fazem reunião no almoço e querem diversificar podem marcar e chegar aqui bem mais rápido."

A ViaQuatro articulou com a Associação Comercial de São Paulo uma estratégia de divulgação envolvendo os restaurantes, que estão sendo avisados da inauguração.

Também vai distribuir 15 mil jogos americanos – toalhas de papel para serem colocadas embaixo de pratos– com informações como horário de funcionamento e mapa da rede metroviária.

O Metrô estima que a estação será usada por cerca de 15 mil pessoas diariamente –a concessionária estima que possa chegar a 25 mil.

A previsão é que, a partir do dia 22, ela funcione no mesmo horário das demais: das 4h40 às 24h (e até a 1h de sábado para domingo).

 

Fonte: Folha de São Paulo