04/11/2014 - Proteção com versatilidade

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Utilização de toldos em bares e restaurantes pode ser boa opção para proteger e melhor aproveitar as áreas externas, assim como levar mais conforto aos clientes

 

Aliar proteção e beleza, bem como dar um ar mais dinâmico e moderno para o ambiente. Essas são algumas características que os toldos disponíveis no mercado podem proporcionar aos bares e restaurantes. Os diversos modelos existentes estão cada vez mais versáteis, bonitos e práticos. Em várias cores e texturas, os toldos ainda podem contribuir para que novos ambientes sejam criados, já que muitos são motorizados e podem se abrir ou fechar automaticamente, o que dependerá do clima no momento.

No entanto, para que se torne uma solução para o estabelecimento, é preciso saber escolher o modelo ideal. “Os produtos são trabalhados em uma linha mais reta, o que confere resultados extraordinários e inovadores. Para combinar o toldo com as outras partes do ambiente, é importante tentar utilizar o mesmo modelo em todo o espaço e evitar opções com babados e recortes arredondados, visto que são modelos mais antigos”, explica a arquiteta Aline Correa.

Entre os materiais mais utilizados, a arquiteta aponta a lona de fibra acrílica, de vinil plástico e policarbonato. As opções de manuseio vão dos enroláveis, os de braços articulados e os retráteis, que fecham de forma sanfonada, aos embutidos e os fixos que não fecham e têm estrutura aparente. Já entre os diferentes tipos de acionamento estão o manual, feito por redutores movimentados por manivelas, e o automático, que conta com um motor cilíndrico embutido no tubo enrolador de toldo e que pode ou não ser acionado por controle remoto. “No caso da estrutura, há (modelos) em alumínio, ferro, aço ou madeira. Para que o toldo seja decorativo, além de funcional, o material e sua forma devem ser estudados para se adequar à arquitetura da edificação. Qualquer material dos que mencionei pode ser decorativo”, afirma.

Gerente de vendas da Cipatex, empresa localizada em Cerquilho (SP), Aureovaldo Casani ressalta que os toldos também surgem como opção de proteção das variações climáticas. Além de controlar a luminosidade natural e oferecer conforto térmico, os produtos podem proporcionar estilo e beleza ao ambiente. O mercado oferece materiais em várias opções de cores, tamanhos, formas e espessuras, o que permite conciliar o caráter funcional com o decorativo.

“Os toldos são encontrados em várias tonalidades, que incluem cores vibrantes – como amarelo, azul, vermelho e verde – e tons que fazem a linha mais clássica (branco, cinza, areia, bege, ocre e preto). A versatilidade dos laminados  permite que os toldos se integrem aos projetos arquitetônicos e decorativos servindo, inclusive, de elemento diferencial”, avalia.

 

Retorno garantido

Com relação ao custo dos toldos, a arquiteta Cláudia Pereira, do escritório Cláudia Pereira Arquitetura, em Curitiba (PR), pondera que os valores de investimento podem variar muito, principalmente, em função do tamanho da área. “A média é algo em torno de R$ 1.000 o metro quadrado”, estima. Para ela, o investimento é válido e importante, visto que além de ajudar a determinar a personalidade da casa e o perfil dos frequentadores, as coberturas conseguem dar ao bar ou restaurante um visual agradável, o que acaba por convidar o cliente a voltar.

É o caso do Restaurante Forneria Copacabana, também localizado em Curitiba, onde foi realizada uma revitalização para melhorar a utilização da área externa. Beto Madalosso, proprietário do estabelecimento, investiu R$ 200 mil nas melhorias e diz que o retorno foi significativo para os negócios. “Há um ano, colocamos uma cobertura retrátil e as cortinas transparentes nas laterais, vedando toda nossa área externa. Durante os períodos de inverno e de chuva, esse espaço era pouco utilizado. Dessa forma, ganhamos mais clientes, sobretudo no inverno curitibano”, explica.

Cláudia Pereira foi a responsável pela reformulação do local e relata que realizar o projeto foi desafiador e especial. “A intenção era surpreender os clientes e deixar o ambiente mais aconchegante e bonito. Durante seis meses de obras foram realizadas algumas mudanças, como a integração das lajes da casa que possui dois pavimentos com os fundos do lote. A utilização do toldo foi uma boa escolha, pois permite uma melhor ventilação do ambiente e pode ser facilmente retraído durante a noite ou quando não desejar utilizá-lo”, explica.

Já Madalosso ressalta que a área externa é o espaço mais charmoso do restaurante. Segundo ele, com o melhor aproveitamento do local e com a utilização de uma cobertura retrátil, é possível a abertura em noites mais quentes e de céu estrelado. “Além disso, com as mudanças, os clientes começaram a alugar o espaço para celebrar casamentos. O toldo também garantiu que esses eventos fossem pensados e realizados nessa área externa, mesmo com chuva e mau tempo. O investimento só trouxe bons números para o empreendimento. Ganhamos mais lugares nessa área externa e a procura aumentou significativamente”, explica.

 

Fonte: Revista Bares & Restaurantes nº99 *Matéria na íntegra disponível na versão impressa