14/10/2014 - Inovação com cardápio e pedido digital em restaurantes no Brasil

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Tecnologia cria novo modelo de atendimento

Com o crescimento da base de smartphones no Brasil, vários hábitos estão mudando. Entre 2013 e 2014 acompanhamos a transformação da forma de chamar um taxi. Durante anos era feita pelo telefone das cooperativas, e em menos de um ano passou a ser feita pelo celular do cliente diretamente com os taxistas, trazendo vários benefícios, como agilidade e segurança.

Agora chegou a vez da transformação do setor de restaurantes, bares, cafeterias e serviço de quarto em hotéis. A tecnologia e a situação econômica criaram um novo modelo de atendimento. No restaurante, o cliente consulta o cardápio digital e pode fazer o pedido diretamente pelo celular, cabendo ao garçom a tarefa de entregar os produtos quando prontos.

Segundo a Abrasel, a margem dos restaurantes encolheu nos últimos cinco anos, chegando ao patamar de 10% em média. Aluguel e mão de obra foram os principais responsáveis por esta queda. O novo modelo de cardápio digital ataca estes dois itens: agilidade no pedido aumenta o giro das mesas, e o cliente no controle do pedido reduz a necessidade de mão de obra excedente. A tecnologia convive e complementa o modelo tradicional dos restaurantes.

Um restaurante da maior cidade de Santa Catarina, Joinville, apostou na tecnologia para complementar o modelo tradicional de atendimento. O Zum Schlauch, um das maiores restaurantes da cidade, fez parte do projeto piloto do aplicativo Instaurant, e adotou a versão oficial lançada em agosto.

A missão é manter o mesmo padrão de atendimento durante todos os dias e horários. Em momentos de pico de atendimento o cardápio digital do Instaurant passa a ser utilizado com maior frequência. A solução enriquece a experiência do usuário. Mais de 500 clientes baixaram o aplicativo no primeiro mês.

O aplicativo também permite a consulta de estabelecimentos e cardápio antes de se dirigir a um local. O passo seguinte pode ser a adoção da ferramenta para delivery, visto que clientes e cardápio já estão cadastrados. Por fim, será possível o pagamento pelo próprio celular.

“Realizar o pedido pelo aplicativo é uma mudança cultural, em crescimento nos Estados Unidos e Europa. A rede de restaurantes Panera Bread nos EUA está implementando o modelo em 50% dos 1.800 lojas até 2015. Esta tendência está invadindo o Brasil com rapidez. Há várias vantagens para os dois lados, clientes e estabelecimento”, comenta Fabrício de Souza, CEO do Instaurant.

“Além de escolher o estabelecimento e fazer o pedido pelo aplicativo, o cliente pode acompanhar o extrato da sua conta, seu histórico de consumo, e ter acesso a promoções do dia. Os grandes fornecedores dos restaurantes, como as empresas de bebida, também podem entrar no processo, recebendo informações do ponto de venda em tempo real. Isto é possível com o suporte de ferramentas “BIG DATA”, tecnologia utilizada por facebook, google e twitter, que permite analisar alto volume de dados com velocidade. Toda a cadeia é beneficiada com este modelo”, explica Alan Koerbel, diretor de tecnologia do Instaurant.

A solução passou por um ano de projeto piloto em 2013 em vários restaurantes, e atualmente está em operação. O usuário final pode baixar o aplicativo gratuitamente na Apple Store e Google Play.

 

Fonte: R7 Notícias