11/08/2014 - Custos sobem, mas redes projetam aumento na receita deste ano

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

O mercado de alimentação fora do lar cresce dois dígitos todo ano, de 12% a 15%, diz Joana Fleury, chefe do departamento de marketing da Pizza Hut. "Grande parte disto é pizzaria. A Pizza Hut está crescendo acima de 10% na comparação com as mesmas lojas", diz ela. A Fiametta também deve crescer cerca de 12%, em linha com 2013.

A Patroni tem tido crescimento anual médio de 30% e neste ano deve desacelerar para 25%. Isto porque a Copa do Mundo influenciou negativamente as vendas. "Em junho e julho as vendas caíram 10%, na comparação com 2013", disse o presidente da Patroni, Rubens Augusto Junior.

A Parmê também foi afetada pelo futebol. "A Copa foi boa para alguns segmentos e locais, mas a maioria dos nossos restaurantes não se beneficiou", disse o gerente de operações, Luiz Antônio Jaeger. A Parmê cresceu 5,5% ano passado e espera avançar 7% este ano.

A Fiametta também desacelerou com a Copa. "Estamos com resultado positivo, só diminuiu o grau [de avanço]. Vínhamos a uma taxa de 15% a 18%, agora esperamos crescer 12%", diz o sócio Delcio Albociono.

A Domino's fechou 2013 com aumento de 20% na receita. Este ano projeta crescimento de 10%.

Para o sócio proprietário da 1900 Pizzeria, Erick Momo, as previsões mostram que o mercado não está ruim. "As grandes marcas cumprem um papel de atender à demanda mais genérica pelo tamanho que têm. Mas há tendência de formação de nichos", explicou.

 

Fonte: Valor Econômico *Para ler íntegra, visite o site Valor