01/08/2014 - Cervejarias geram 2 mi de empregos

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Levantamento inédito com dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que a indústria cervejeira no Brasil gera mais de dois milhões de postos de trabalho em toda a sua cadeia, o que corresponde a empregar, por exemplo, todos os habitantes do Estado do Mato Grosso do Sul. Só na região Sudeste, mais de um milhão de pessoas trabalham em função do setor, contingente semelhante à população da capital do Maranhão, São Luís.

Dados que trazem ânimo aos fabricantes do produto e dão motivos para celebrar, visto que nesta sexta-feira, comemora-se o Dia da Cerveja. Criado em 1853, o setor tem ampla capilaridade e está presente em todas as cidades do País, numa cadeia que vai do agronegócio ao pequeno varejo, passando pelos mercados de embalagens, logística, maquinário e construção civil.

De acordo com a FGV, para cada emprego gerado em uma cervejaria, outros 50 são criados em toda a cadeia produtiva.

Outra razão para brindar é o índice de postos de trabalho em cervejarias, que tem crescido acima da média geral da indústria. De acordo com dados do Caged, de 2009 a 2014, o aumento médio de empregos só em fábricas de malte, cerveja e chope foi de 5,4%, enquanto o índice geral da indústria melhorou apenas 2,1%. Só no ano passado, quando o índice geral de empregos na indústria cresceu 1,1%, o salto de empregos nas cervejarias foi de 7,7%. O levantamento, que leva o nome de Impacto Econômico da Indústria da Cerveja, revela também que a cadeia produtiva da cerveja paga 21,6 bilhões de reais em salário por ano em todo o Brasil.

 

Produção na Copa

Dados prévios do Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe), da Receita Federal organizados pela Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil) apontam que nos dois meses em que o mercado de bebidas foi influenciado pela Copa do Mundo a produção de cerveja cresceu 4,2% na comparação com igual período de 2013. No bimestre de junho e julho, foram produzidos 2,1 bilhões de litros de cerveja.

 

Fonte: Diário do Nordeste *Para ler na íntegra, visite o site do Diário do NE