25/07/2014 - Futuro melhor por meio do esporte

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Empresário de Manaus (AM) contribui para a carreira de atletas da cidade e transforma a vida dessas pessoas

Desde a infância Jean Fabrízio sempre buscou ser solidário. Isso, porque o hoje  microempresário já sentiu na pele dificuldades, inclusive quando estava começando com seu negócio, o Eightys Burguer & Beer. Segundo ele, o estabelecimento começou de maneira bastante simples. “Buscávamos parcerias com outras empresas, mas como éramos desconhecidos, ninguém abria as portas”, lembra. Atualmente, após cinco anos, se consolidou no mercado e tornou-se referência em Manaus (AM) quando o assunto são os sanduíches.

Com uma trajetória de sucesso e fã de esportes, Jean começou este ano a olhar mais ao redor e apoiar, por meio de seu negócio e com o consentimento de seu sócio, Fábio Sabioa, um paratleta, um lutador de MMA e um projeto social. “Como sempre gostei e acompanhei o mundo dos esportes, sei das dificuldades que os atletas passam, sobretudo aqueles que ainda estão no começo da carreira. Embora eu seja um microempresário, tento contribuir como posso”, ressalta.

A decisão de oferecer ajuda aos atletas surgiu por acaso. O primeiro, Janderson Maciel Viégas, que é paratleta, apareceu em fevereiro. Após um acidente de carro, ele perdeu a perna direita e teve que começar a usar uma prótese. Hoje, compete em três modalidades do paratletismo: arremesso de dardo, disco e peso. Como praticante de corrida de rua e treinos funcionais, Jean o conheceu por intermédio de uma amiga, que namorava o paratleta. Depois de uma conversa, ele decidiu que o apoiaria, com ajuda financeira.

A carreira de Janderson vai muito bem. Em março, ele participou da etapa Norte-Nordeste do Circuito Caixa Loterias de Atletismo e Natação, que aconteceu em Natal (RN). O evento reuniu, aproximadamente, 350 participantes de 12 estados, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e Janderson conquistou duas medalhas, sendo uma de ouro, no arremesso de peso, e uma de prata, no lançamento de dardo. Agora, ele se prepara para a etapa Open Internacional da competição, que será realizado em São Paulo com os melhores do Brasil e do mundo.

Porém, se engana quem pensa que ele quer parar por aí. Orgulhoso dos resultados do seu patrocinado, Jean avisa: “o objetivo é que o Janderson possa competir nas paraolimpíadas Rio 2016!”, estima.

 

Amigos da Luta

Na maioria das histórias sempre há um lado positivo. Um amigo de Jean, Angelo Macedo, é um exemplo disso.  Após um incêndio na casa dos pais dele, tudo foi perdido e eles tiveram que se mudar do imóvel. Com isso, cederam o espaço ao filho para que lá montasse um tatame para brincar, de forma despretensiosa, com os amigos.

Com o passar do tempo, Angelo percebeu que poderia fazer da brincadeira algo maior, por meio de um projeto que contribuísse para as crianças da região. Desde então, o grupo de amigos oferece treinos para esses jovens, sem custos. “Eles já participam de competições e são muito dedicados”, destaca Jean. A contribuição também é financeira, com ressarcimento, por meio de notas fiscais apresentadas pelo “Amigos da Luta”, de itens comprados para manter o projeto.

O “Amigos da Luta” também já colhe frutos. Dário Lima, um dos alunos do projeto, ganhou medalha de bronze em Jiu-Jitsu, no ano passado, durante o 2º Campeonato Nacional Conde Koma de Jiu-Jitsu, realizado em Belém do Pará (PA).

 

MMA

O último atleta a receber apoio da Eightys Burguer & Beer é o lutador de MMA, Rivaldo Junior. Jean o conheceu por intermédio de um amigo e decidiu patrociná-lo. “Ele é dedicado ao esporte e tem uma base familiar muito forte, o que é essencial na vida do ser humano”, explica.

O lutador fez, em março, um contrato de patrocínio de seis meses com a Eightys Burguer & Beer, que pode ser renovado por igual período. Rivaldo Junior segue invicto no Jungle Fight e Amazon Forest Champion - AFC. “O nosso objetivo é que ele consiga participar do UFC”, destaca Jean.

 

Seguir ajudando

O intuito dos patrocínios, de acordo com Jean, é o de colaborar com os atletas locais e mostrar que em Manaus há pessoas e negócios que são capazes de serem os melhores naquilo que se propuseram a realizar. “Apoiamos as pessoas que têm histórias semelhantes às nossas e que não desistem, apesar das dificuldades.”

Atualmente, Jean busca as melhores formas legais de realizar esses patrocínios, com o desconto no imposto de renda da empresa. “Por enquanto, vamos ficar com os três como oficiais e, sempre que possível, ajudaremos outras pessoas, com pagamento de inscrições de, por exemplo, crianças carentes que queiram participar de competições”, afirma.

 

Fonte: Revista MNMV nº9