03/07/2014 - Restaurantes ganham selos de classificação

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

As categorizações dos restaurantes só têm validade até agosto, mas a Anvisa pretende continuar o projeto

Os selos de categorização dos restaurantes e bares do polo gastronômico da Varjota têm validade até agosto. Os adesivos indicativos das notas foram colocados nos estabelecimentos antes do período da Copa do Mundo, para nortear os visitantes quanto a qualidade do serviço. O projeto realizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pela Prefeitura pretende avançar para outras áreas da cidade.

"Essa foi uma ação adotada pela Anvisa em todas as cidades-sede do Mundial. Muitos países já têm essa classificação por categoria, o que facilita para o turista ter noção da qualidade do serviço. Estes selos têm validade até agosto deste ano", explica Ivna Cidrão, gerente da célula da Vigilância Sanitária do Município.

A atividade, que começou ano passado, teve duas etapas principais. "A primeira parte foi a função educativa, pois mostramos que todos precisam estar envolvidos para que a categoria A fosse atingida, a segunda foi a avaliação final e a colocação dos selos nos locais visitados", esclarece a gerente de célula.

Realizaram, no total, quatro inspeções em cada estabelecimento, de modo que as primeiras serviram para que os locais se adequassem às normas do roteiro de fiscalização, agiram para que os proprietários tivessem consciência dos erros e os corrigissem. A última classificou de acordo com a pontuação alcançada em categoria A, B e C.

Foram inspecionados 68 restaurantes, bares e lanchonetes. Destes, 26 receberam A, a nota mais alta, 37 foram classificados na categoria B e quatro na categoria C. Registrou-se também um estabelecimento pendente que apresentou condição insatisfatória, podendo se manter em funcionamento após a correção das devidas falhas.

A avaliação conta com requisitos como estrutura de manipulação de alimentos, a higienização do local e questões como vedação de janelas e lâmpadas, para que nenhum bicho entre em contato com a comida ou cacos do objeto possam para nos alimentos. Os funcionários também receberam treinamentos para que a pontuação dos estabelecimentos se enquadrassem melhor nas inspeções feitas pela Anvisa.

Selos

"Como os selos são uma novidade, acredito que não será um motivo que fará com que o cliente deixe de frequentar o local, até porque se o estabelecimento tem registro sanitário e, no caso da Varjota, se classificou em alguma das categorias, é apto para o consumo", assegura Ivan Assunção, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/CE).

Ivna Cidrão elucida que o registro sanitário já concede o funcionamento do comércio. "Quando o local já possui o registro sanitário pode ser frequentado, pois somente os estabelecimentos da Varjota entraram no atual projeto e por isso só eles têm os selos de classificação".

A área da Varjota foi escolhida por concentrar muitos restaurantes, bares e lanchonetes. Eles já são educados sanitariamente e, segundo a gerente de célula, não possuem mais o direito de cair nos mesmo erros.

Ainda de acordo com ela, o órgão pretende fiscalizar outros territórios, mas a ação só deve ter início no próximo ano.

Fonte: Diário do Nordeste