17/06/2014 - Campanha destaca combate ao abuso sexual durante a Copa

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

Campanha internacional Não Desvie o Olhar promoveu ação no aeroporto de São Luís. Exploração sexual deve ser denunciada pelo Disque 100.

Para conscientizar a população contra a exploração sexual de crianças e adolescentes, foi realizada nesta quarta-feira (11) a campanha internacional Não Desvie o Olhar, que promoveu uma ação no Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, em São Luís. A campanha foi motivada pela Copa do Mundo que começa hoje (12) e trará um grande número de visitantes ao país.

A mobilização ocorreu no saguão do aeroporto e foi feita por alunos maranhenses do Programa ViraVida e técnicos do Departamento Regional do Serviço Social da Indústria (Sesi). No local, foram distribuídos panfletos e tabelas da Copa com o slogan da campanha e a mensagem de que a exploração sexual deve ser denunciada pelo Disque 100, com o objetivo de incentivar os cidadãos a denunciarem o crime. “Nós precisamos chamar a atenção das pessoas para o problema e, principalmente incentivá-las a denunciar, pois só assim iremos combater esse crime”, afirmou Valéria Mendes Pereira, coordenadora do Programa ViraVida.

O Programa ViraVida promove a elevação da autoestima e da escolaridade de adolescentes e jovens, de 14 a 21 anos, com histórico ou em situação de abuso ou exploração sexual. Em São Luís, desde o seu lançamento, em 2011, o programa já capacitou e inseriu 100 jovens no mercado de trabalho. Atualmente, outros 54 estão em qualificação.

Quem passou pelo aeroporto de São Luís no início da tarde de ontem aprovou a iniciativa. “É muito importante tirarmos da mente do turista internacional essa imagem de que o Brasil é um paraíso sexual, ainda mais porque as crianças não têm condições de se protegerem dos aliciadores. Eu tenho filhas pequenas e sempre fico atenta à aproximação de adultos. Infelizmente, a gente vê todos os dias nos jornais casos de abuso sexual contra crianças, por isso temos que impedir que novos casos ocorram”, disse a bancária Eliana Batista.

Copa do Mundo

A campanha foi lançada nacionalmente na terça-feira (10), quando foram realizadas ações nos aeroportos das 12 cidades-sede da Copa do Mundo. Ontem, foi a vez das demais cidades brasileiras realizarem a ação. A iniciativa é do Conselho Nacional do Sesi e da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), com apoio institucional da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), já que, às vésperas da Copa do Mundo, começou a aumentar o número de turistas que desembarcaram no Brasil.

As ações da campanha continuarão sendo realizadas durante a Copa do Mundo, sensibilizando a sociedade para a proteção dos direitos das crianças e adolescentes e alertará os turistas nacionais e estrangeiros sobre o crime e as consequências judiciais que sofrerão no Brasil e em seus países de origem, caso se envolvam com a exploração sexual de jovens. “O Brasil tem uma imagem internacional de que tem belas mulheres e muitos turistas vem para cá com segundas intenções, por isso o trabalho preventivo”, disse Valéria Mendes Pereira.

Nos próximos dias, as ações serão intensificadas em aeronaves, aeroportos e hotéis, passando por táxis, bares e restaurantes, os percursos mais percorridos pelos turistas, nacionais e internacionais. Para isso, conta com parceiros de peso do trade turístico como a rede de hotéis Accor, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), as empresas administradoras de aeroportos, Infraero e Inframérica, a empresa CVC, sindicatos, instituições do Sistema S, entre outros.

Fonte: G1 Maranhão