22/05/2014 - Vigilância Sanitária classifica de A a D qualidade de restaurantes no DF

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Dos 212 estabelecimentos já visitados, 52 receberam o melhor conceito. Ideia é ajudar turistas e brasilienses na hora de escolher onde comer.

A Secretaria de Saúde está classificando os restaurantes do Distrito Federal para orientar turistas e moradores da capital do país sobre a qualidade do consumo nesses estabelecimentos. Dos 212 locais visitados até agora, 52 receberam conceito A, ou seja, não descumprem nenhuma norma sanitária. Equipes da Vigilância Ambiental percorrem as unidades analisando o serviço oferecido, higiene e a proximidade com os locais que sediarão eventos da Copa do Mundo de 2014.

As lojas recebem um selo de qualidade que deve ficar na entrada, para que os clientes consigam vê-lo. De acordo com a pasta, elas trabalham com pratos à la carte, alimentos self service, sanduíches, sucos naturais, fast food, sushi/sashimi e massas. A meta é avaliar 300 restaurantes do Plano Piloto.

"Como alguns jogos realizados pela Copa do Mundo acontecerão no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, localizado na região central, os pontos mais próximos do estádio foram inspecionados e categorizados, mas a ideia é dar continuidade e expandir em todo o DF", explicou o gerente de Alimentos da Divisa, André Godoy.

Ainda segundo a secretaria, os estabelecimentos classificados como B e C têm alguma pendência, mas não são reprovados. Isso significa que eles podem ser frequentados livremente pelos clientes.

Já as lojas consideradas reprovadas são aquelas que receberam notas de D para baixo ou que ficaram sem categorização. “A ideia é mostrar para o consumidor a qualidade sanitária dos serviços de alimentação que ele utiliza. Com o objetivo de melhorar o perfil sanitário dos estabelecimentos, com a conscientização do cidadão e da responsabilização do setor regulado pela garantia do cumprimento de regras definidas pela Vigilância Sanitária", disse.

Fonte: G1 DF