16/04/2014 Império da cozinha italiana

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

 

Apontado como o segundo maior restaurante do mundo, o Madalosso, serve em larga escala sem perder a originalidade

 

Não por acaso à primeira vista é a sua estrutura o que mais impressiona. Afinal, ele é nada menos que o maior do Brasil, o segundo maior da América Latina e um dos maiores do mundo, de acordo com o Guiness Book, o livro oficial dos recordes. Porém, tamanho é apenas uma das características marcantes do renomado restaurante Madalosso, em Curitiba (PR).

Localizado no Santa Felicidade, tradicional reduto gastronômico da cidade e reconhecido por sua tradição italiana – o bairro foi formado por colonos vindos do norte da Itália, especialmente das regiões de Vêneto e Trento – o Madalosso é a “grande” atração, destino obrigatório de turistas que vão à capital do Paraná.

Os números fundamentam o adjetivo. O restaurante possui cerca de oito mil metros de área construída. São nove salões, todos inspirados nos castelos da Itália medieval: Nápoli (o maior deles, com capacidade para mais de mil pessoas), Verona, Firenze, Bellagio, Gênova, Capri, Milano, Roma e Torino. Loja, área de recreação e estacionamento complementam a estrutura, que remete a um verdadeiro “império” destinado ao melhor da comida italiana.

Uma história que começou modesta, ainda na década de 1970, quando Flora Madalosso e dois irmãos conseguiram convencer o pai a ampliar o primeiro restaurante da família, hoje batizado de Velho Madalosso. “Tínhamos a alta pretensão de servir 400 pessoas, aos domingos”, afirma a proprietária, no vídeo que registra a parte da história da família e do lugar (www.madalosso.com.br/restaurante/).

Dois anos depois e o novo empreendimento já contava com três salões e capacidade para 600 lugares. Hoje, mais de 40 anos depois, o local possui acomodações suficientes para mais de 4.600 pessoas.

 

Qualidade e tradição

Diante dessa história de sucesso, qual seria o segredo que fez do Madalosso um estabelecimento de tamanhas proporções? “Certamente é a qualidade”, afirma o empresário Beto Madalosso. Filho de um dos fundadores e sobrinho de Flora Madalosso, ele ressalta que com a manutenção da qualidade e a preservação da tradição é possível fazer com que cada cliente se sinta parte de uma verdadeira família italiana. “Minha tia é obcecada por qualidade. Seu critério vai desde a horta a escolha dos melhores fornecedores de frango, por exemplo. Essa presença efetiva reflete no produto final”, destaca.

Os colaboradores também integram a família. Alguns deles (ao todo são 200) trabalham no restaurante há mais de 40 anos. “É uma junção de produto elaborado, visão empreendedora e um trabalho de relacionamento muito bem feito. Dessa forma, por mais que seja um restaurante grande, conseguimos passar essa atmosfera familiar, esse ambiente caseiro”, avalia Beto Madalosso.

Somente na cozinha da casa, que se assemelha a uma fábrica (são 800 metros quadrados), trabalham 60 funcionários, que dão conta do grande volume de refeições – em um único final de semana chegam a ser servidos mais de oito mil pratos. No cardápio estão as tradicionais polenta, caponata, risoto, fígado e asinha de frango fritos. Hortaliças típicas, como radicchio e escarola, compõem as saladas e algumas entradas. E, claro, massa: lasagna ao sugo ou na manteiga, gnocchi à bolonhesa, spaguettis, nhoques, cannellonis, rondelli de espinafre ao molho branco e conchiliones fazem a alegria dos clientes. Todas as massas são fabricadas no próprio restaurante, que chega a consumir cerca de 600 quilos de farinha de trigo por dia.

Passar de um restaurante caseiro, com apenas 24 lugares, ao maior do país, levantou um desafio: cozinhar para tantas pessoas sem perder a originalidade, o sabor diferenciado dos pratos e o bom atendimento. De acordo com Beto Madalosso, que além de ter seu próprio restaurante, também é chefe de cozinha, a cultura da qualidade é imprescindível. “Quando todos estão alinhados por determinada cultura o padrão não cai. O cozinheiro não deixa sair da cozinha um prato sem aprová-lo, o garçom não serve o prato de qualquer maneira e assim por diante”, garante.

 

Os números comprovam a grandiosidade do restaurante Madalosso:

• 8 mil metros de área total construída

• 9 salões

• 4600 lugares

• 200 funcionários (60 deles só na cozinha)

• 1600 pratos, em média, servidos diariamente

• 600 quilos de farinha utilizados para fabricação das massas

 

SERVIÇO

Restaurante Madalosso
Endereço: Av. Manoel Ribas, 5.875 Santa Felicidade - Curitiba (PR)
Contato: (41) 3372-2121
Horário de funcionamento: De Segunda a Sábado (almoço das 11h30 às 15h e jantar das 19h às 23h). Aos domingos, almoço das 11h30 às 15h30

 

Fonte: Revista Bares & Restaurantes nº 96 *Matéria na íntegra disponível na revista