17/02/14 - Abrasel-PR prevê aumento de R$240 milhões em movimentação financeira com a Copa do Mundo em Curitiba

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

Com a presença de turistas na cidade, entidade representante de bares e restaurantes aposta em mercado aquecido a partir de maio, um mês antes do início do Mundial

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Paraná (Abrasel-PR) prevê um aumento de R$ 240 milhões em movimentação financeira no setor de alimentação no Paraná, principalmente nas cidades do litoral, Foz de Iguaçu e Curitiba, durante os meses de maio a julho por causa da Copa do Mundo 2014. O número foi divulgado durante a apresentação de um manifesto a favor do mundial em Curitiba. “Serão mais 198 milhões destinados aos impostos municipais, estadual e federal, que são revertidos para saúde, educação e melhorias para população, caso o evento se concretize”, explica Luciano Bartolomeu, diretor executivo da Abrasel-PR, lembrando que para 2014 a expectativa é fechar com aumento de R$ 600 milhões em movimentação financeira para o setor somente no Paraná.

Segundo ele, o trade turístico está preparado e a cidade de Curitiba está pronta para o mundial. “Dentre as cidades sede, somos a que apresenta os preços mais convidativos no segmento. Esperamos uma maior movimentação entre os meses de maio e julho”, projeta.

Preços convidativos

De acordo com entidades do trade turístico paranaense, os preços dos restaurantes curitibanos chegam a ser 30% mais em conta do que os praticados nas principais cidades que irão receber o mundial. Os preços dos hotéis, também, estão bem atraentes. Quem se hospedar no mês de fevereiro, por exemplo, a diferença pode chegar aos 44%. “O trade turístico demonstra todo seu preparo para receber e mostrar ao mundo suas virtudes. Houve preparação, treinamento de colaboradores, planejamento e investimentos para receber turistas brasileiros e estrangeiros”, lembra Marcelo Woellner Pereira, membro do Conselho de Administração da Abrasel Nacional.

Além do treinamento dos funcionários, os estabelecimentos também terão de adequar seus cardápios. A Abrasel-PR já está preparando orientações para que os bares e restaurantes traduzam seus menus adequadamente para até sete línguas. Pereira lembra que a qualidade dos serviços terá de ser compatível ao nível de exigência dos turistas.

Otimismo

Apesar do atraso nas obras para a Copa do Mundo, o presidente da Curitiba, Região e Litoral Convention & Visitors Bureau(CCVB), Dario Paixão, está otimista com um evento como o mundial de futebol na cidade. “Nos preocupamos com a imagem da cidade, que pode ter sido prejudicada devido aos atrasos nas obras do estádio, mas sabemos que Curitiba está mais que preparada, e que os turistas que optarem pela capital paranaense vão se surpreender com a qualidade de vida, mobilidade urbana, atrações turísticas e opções de entretenimento”, argumenta. O Ministério do Turismo estima que 500 mil pessoas visitarão Curitiba durante a Copa – 100 mil estrangeiros e 400 mil brasileiros.

Fonte: Flash Curitiba