28/02/12 - Venda de vinhos gaúchos cresce 7% no país em 2011

A comercialização de vinhos elaborados no Rio Grande do Sul – responsável por cerca de 90% da produção nacional - alcançou um crescimento de 7% em 2011 no Brasil. Conforme levantamento do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), foram vendidos 249,6 milhões de litros de vinhos finos e de mesa de janeiro a dezembro do ano passado, ante 233,4 milhões de litros colocados nos 12 meses de 2010. É o terceiro maior volume dos últimos dez anos.

O incremento nos vinhos finos tintos foi maior, de 7,5%, com a colocação de 14,6 milhões de litros - o maior volume da década, inclusive maior do que o emblemático 2005, ano em que ocorreu o recorde na venda de vinhos finos e de mesa. Até agora, o maior volume de vinhos tintos finos da década foi de 2010, quando foram colocados 13,6 milhões de litros.

Segundo o presidente do Conselho Deliberativo do Ibravin, Alceu Dalle Molle, o ano passado representa uma virada positiva para o setor vitivinícola brasileiro. “No início do ano, a nossa meta era estancar a queda de 3,3% que sofremos em 2010. Encerrar o ano com resultados positivos, em um ano marcado pela crise econômica mundial que afetou o Brasil, foi uma vitória importante”, afirma. Para Dalle Molle, os resultados positivos são animadores e mostram que o setor deve continuar investindo na promoção de vendas e no convencimento dos consumidores de que a qualidade dos vinhos brasileiros está em constante evolução.

 

O presidente do Ibravin, entretanto, pondera que, apesar das boas vendas de 2011, o setor mostra uma estagnação nas vendas em relação à comercialização de vinhos de 2005 a 2010, cuja média ficou em 249 milhões de litros. “Ainda estamos longe dos 293 milhões de litros de vinhos finos e de mesa vendidos em 2005. Estamos recuperando espaços de mercado, mas ainda estamos 15% inferior ao volume comercializado naquele ano”, lamenta Dalle Molle.

A comercialização de vinhos espumantes elaborados no Rio Grande do Sul cresceu 4,7% em 2011, na comparação com 2010. Foram colocados no mercado 13,2 milhões de litros de espumantes de janeiro a dezembro, ante 12,6 milhões de litros em 2010. “É o maior volume da história em relação à venda de espumantes, rompendo a barreira dos 13 milhões de litros”, comemora Dalle Molle. O volume é 40,5% superior à média de vendas de 2005 a 2010.

 

Fonte: Jornal do Comércio - RS