03/02/14 - Entidades reforçam ações para o Mundial

CLIPPING - NOTÍCIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAÍS

Representantes do setor de hotelaria e gastronomia abordaram as iniciativas para receber os turistas que passarão pela Capital

A menos de cinco meses do argentino Lionel Messi, do francês Franck Ribéry, do holandês Robin Van Persie e outros craques do futebol fazerem suas jogadas no gramado do estádio Beira-Rio, hotéis, bares e restaurantes de Porto Alegre prometem intensificar as ações de qualificação profissional visando à Copa do Mundo. As entidades regionais ligadas aos setores reconhecem que há dificuldades, principalmente em relação ao domínio de idiomas estrangeiros, mas garantem que a cidade vai conseguir driblar os obstáculos e atenderá bem os visitantes. Os prognósticos foram realizados nesta quinta-feira, em reunião da câmara temática de Turismo e Hotelaria do Mundial.

“A nossa estratégia hoje é receber bem os turistas, já que na parte de qualificação técnica não vamos ter tempo suficiente para chegar ao nível que gostaríamos”, admite a diretora executiva da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Rio Grande do Sul (Abrasel-RS), Thais Kapp. A dirigente lembra que as ações da Abrasel-RS relativas à preparação para o campeonato de futebol tiveram uma mudança de rumo, após o cancelamento da parceria com o Ministério do Turismo (MTur) para a realização de um projeto intitulado Bem Receber.

Atualmente, enfatiza Thais, a entidade está à procura de parceiros para a realização de ações de curto prazo. Nesse sentido, já há uma aliança com a Fundatec para ofertar cursos de inglês aos colaboradores do ramo, e uma ação, com a Secretaria Municipal de Turismo (SMTur), para a confecção de cardápios em braile. Também há a expectativa de realizar menus em inglês para mais de 300 estabelecimentos da Capital. Ainda até o torneio, serão feitos 300 mil mapas da cidade. Com versões em inglês, espanhol e, possivelmente, francês, o projeto ainda está em fase de viabilidade financeira.

O diretor do Sindicato da Hotelaria e Gastronomia de Porto Alegre (Sindpoa), Abdon Barretto, enfatiza que é preciso encantar os turistas. “Queremos que o turista se sinta o mais acolhido possível. Por isso, estamos trabalhando para criar serviços adicionais para que ele saia com uma impressão boa e sinta saudade de Porto Alegre”, ressalta. Nesse sentido, a ideia é preparar materiais informativos que possam ser de interesse dos cidadãos dos países que vão passar pela Capital, contendo dicas de restaurantes e locais a serem frequentados.

O dirigente do Sindpoa acredita que a cidade estará preparada para receber o torneio. “No que depender da hotelaria e do setor de gastronomia, a Copa pode começar amanhã, que não haverá problemas”, diz Barretto. Para ele, a cidade já tem experiência em receber grandes eventos, caso do Fórum Social Mundial.

Já o objetivo do Porto Alegre Convention e Visitors Bureau é aproveitar a boa impressão a ser deixada nos turistas para fomentar negócios após a Copa. “Queremos utilizar esse legado na hora de captar um evento internacional. Assim, poderemos apresentar a cidade e relacioná-la ao fato de ter sediado o Mundial”, explica o superintendente da entidade José Amilton Lopes.

Fonte : UOL