30/10/2013 - Omo, Coca-Cola, Nestlé, Nike e Samsung são as marcas mais citadas no Top of Mind

CLIPPING - NOTICIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAIS

"Eu te Omo", dizia o comentário de uma fã na página da marca no Facebook. O trocadilho chamou a atenção da Unilever e se transformou no bordão de uma campanha publicitária. Nela, uma máquina de lavar declara seu amor ao detergente de roupas.

"Fazemos parte da vida das donas de casa e suas famílias", afirma Paula Lopes, gerente de marketing de Omo.

Desde 1993, quando a pesquisa Folha Top of Mind passou a perguntar "qual a primeira marca que vem à cabeça quando se fala em produtos ou serviços?", sem especificar categorias como carro, refrigerante ou sabão em pó, Omo e Coca-Cola figuram entre as campeãs Top do Top.

A estratégia de construir e consolidar um vínculo emocional entre marca e consumidor também recebe grandes investimentos da Coca-Cola. Sob o mote "existem razões para acreditar", a empresa tem veiculado peças com mensagens de otimismo e esperança. Foi assim com a homenagem aos super-heróis do bem.

Para Javier Meza, vice-presidente da Coca-Cola Brasil, o principal objetivo é "entregar às pessoas um pouco de felicidade a cada dia".

Nesta edição da pesquisa, pela primeira vez, Omo (6%) e Coca-Cola (5%) empataram tecnicamente com outras três marcas: Nestlé, Nike e Samsung (cada uma com 3% das menções). Embora atuem em segmentos diferentes, as cinco empresas possuem características comuns. Além da conexão emocional, elas priorizam a inovação dos produtos e a interação com seus consumidores.

Em 2012, a Nestlé trouxe o iogurte grego ao mercado, inaugurando uma nova categoria. Dois meses depois, a companhia relançou o Lollo, chocolate ícone nos anos 1980. "Ao longo de nove décadas de atuação no país, sempre tivemos a preocupação de inserir o que há de melhor em nutrição, saúde e bem-estar aos produtos", informou a Nestlé.

No último ano, a Samsung apostou nos smartphones da linha Galaxy e nas smart TVs. "A gente acredita que o consumidor está sempre buscando a última tecnologia", diz André Felippa, vice-presidente de marketing da Samsung para América Latina.

As empresas ganhadoras também interagem com seus consumidores em diferentes plataformas e abrem canais para ouvir as necessidades e as críticas.

A Nike, por exemplo, possui oito milhões de fãs em suas páginas no Facebook e 650 mil no Twitter. Longe do universo digital, organiza eventos, como a corrida Nike Rio Corre 10K, e patrocina a prática cotidiana do esporte --a empresa "adotou" os campos de futebol no Aterro do Flamengo.

"Nossa relação com o consumidor não se restringe às campanhas. A relação do dia a dia é que faz a diferença", afirma Henry Rabello, vice-presidente de marketing da Nike do Brasil.

Fonte: Folha de São Paulo