30/10/2013 - Bar no Crato utiliza delícias e profissionalismo para prosperar

CLIPPING - NOTICIAS DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DO PAIS

O improviso deu lugar à gestão profissional e donos do Taberna do Sabor passaram a buscar capacitação

Situada quase na divisa do Ceará e Pernambuco, a cidade de Crato, no Cariri cearense, abriga um pedacinho de Recife e seus saborosos petiscos típicos. No bar Taberna do Sabor, a cerveja está sempre gelada e o cardápio é recheado de delícias, como o escondidinho de carne de sol, o arroz de camarão e os famosos caldinhos da praia de Boa Viagem. Tudo isso com uma boa dose de primor no atendimento, ao som de MPB e pop rock, fizeram do bar um agradável ponto de encontro de amigos e um atrativo turístico imperdível da cidade.

O empreendimento é comandado pelo pernambucano Osvaldo Marano e sua esposa Valdênia. O casal morou 30 anos no Recife e, em 2008, mudou-se para o Crato, onde vive a família de Valdênia. Em julho daquele ano, abriram o Taberna do Sabor, com disposição para trabalhar e fazer o pequeno negócio crescer. Porém, era tudo improvisado e nos dois primeiros anos as adversidades e o pouco conhecimento no ramo dificultavam o sucesso da empresa, mesmo com os vários diferenciais que eram ofertados.

Em 2010, com a criação da Abrasel no Cariri e a adesão da empresa à associação, o casal percebeu a necessidade de se capacitar para tornar o bar mais competitivo. "Foi aí que o Sebrae passou a fazer parte da nossa história. A Abrasel levou-nos ao Sebrae e passamos a ter uma visão diferente do negócio. Ampliamos nossos horizontes e pudemos crescer com os pés no chão", diz Osvaldo.

Aliando perseverança, determinação e o empenho em profissionalizar a gestão do empreendimento, o Taberna do Sabor cresceu em pouco tempo e hoje, cinco anos após o início das atividades, o bar consolidou-se na cena local e o casal de empreendedores expandiu os negócios, abrindo outros três estabelecimentos na região. Um deles, em Juazeiro do Norte, no Polo Gastronômico de Lagoa Seca, com uma proposta mais sofisticada, o restaurante Marano.

"A abertura do Marano, em maio deste ano, foi um passo mais audacioso por conta do investimento financeiro que tivemos de fazer e por estarmos entrando em um segmento novo para a gente. É um mercado onde a concorrência é alta, mas estamos inovando com um cardápio mais requintado", afirma o empresário.

Segundo Osvaldo, as orientações do Sebrae despertaram o empreendedorismo do casal. "Fizemos o Empretec, que cutucou nosso ego empreendedor", conta. Outra iniciativa considerada de grande importância para os empresários foi o programa Caminhos do Sabor - A união faz o destino, uma parceria entre a Abrasel, o Sebrae e o Ministério do Turismo. O objetivo do programa era fazer com que as empresas atraíssem e cativassem turistas por meio de um atendimento de qualidade e de uma gastronomia de ficar na memória. Para isso foram realizadas ações de qualificação profissional e de capacitação em gestão empresarial no setor gastronômico, fortalecendo, assim, o turismo local.

Durante o projeto, foram abordados temas fundamentais para o sucesso do bar, como gestão financeira, alimento seguro e qualidade no atendimento. A partir da capacitação, foram implantados Procedimentos Operacionais Padrão (POP) e o fluxo de caixa, que geraram uma eficiência maior para a empresa, que participou da capacitação em Gestão da Inovação do Sebrae Mais. O Taberna do Sabor também foi atendido pelo programa Agentes Locais de Inovação (ALI).

Sustentabilidade

De olho no futuro das suas empresas, da sua comunidade e do planeta, Osvaldo e outros empresários do ramo da alimentação fora do lar do Cariri despertaram para a importância da sua responsabilidade com o meio ambiente e irão participar do projeto de sustentabilidade ambiental dos restaurantes da região. Por meio do projeto, serão executadas ações de coleta seletiva dos resíduos recicláveis e o papa óleo, a coleta em recipientes específicos do óleo de cozinha já utilizado e a doação desse material para reciclagem. Além disso, haverá o aproveitamento do lixo orgânico para compostagem.

"Todos os associados da Abrasel no Cariri estão envolvidos na ação. Queremos mostrar que não é só a grande empresa que pode ter responsabilidade ambiental. Nós, donos de pequenas empresas, também temos esse dever. Isso é um investimento, não é uma despesa. É possível, mesmo nos pequenos negócios, se desenvolver sem agredir o meio ambiente e, ainda, possibilitar a geração de ocupação e renda para quem trabalha com a reciclagem", diz Osvaldo, que também é vice-presidente da Abrasel na região.

O projeto é uma parceria entre a Abrasel Cariri, o Sebrae no Ceará, por meio do escritório regional do Cariri, a Universidade Patativa do Assaré (UPA) e a Coelce.

Fonte: Diário do Nordeste