17/09/2013 - Abrasel Mato Grosso do Sul promove curso de auxiliar de cozinha

Curso foi oferecido pela seccional MS em parceria com a Prefeitura Municipal de Campo Grande e Funsat por meio do Plano Territorial de Qualificação - PlanTeQ.

Entre os meses de junho e agosto 15 novos profissionais foram qualificados em Campo Grande (MS) para atuar como auxiliar de cozinha. A ação foi fruto de uma parceria entre a Abrasel Mato Grosso do Sul e a Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da Fundação Social do Trabalho de Campo Grande (Funsat).

As aulas aconteceram no espaço de treinamento para formação de profissionais da área de alimentos da Abrasel MS e o curso foi realizado com recursos do FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador do Ministério do Trabalho e Emprego.

O objetivo era a formação de novos profissionais para trabalhar no setor de serviço e comércio em restaurantes, lanchonetes e similares da capital sul-mato-grossense. Durante três meses, os alunos receberam orientações básicas sobre o funcionamento de uma cozinha comercial e aprenderam o básico para atuar em restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos do gênero. Tiveram aulas práticas com técnicas para o preparo de pratos rápidos e elaborados, além de receberem orientações sobre técnicas de manipulação e higiene de alimentos.

O instrutor do curso e chefe de cozinha, Jair Lorenzoni, trabalhou com o grupo as técnicas da culinária e o cotidiano da cozinha. “Reproduzi com eles a rotina de um restaurante, trabalhamos em equipe e o grupo todo foi muito participativo. Mostrei a maneira de ver o alimento de um jeito diferente”, avaliou.

Para Eliza Alves Severino, que participou do curso e recebeu a certificação, o resultado foi surpreendente. “Já tinha trabalhado como auxiliar de cozinha. Pensei que o curso seria simples, mas foi além das minhas expectativas. Aprendi as técnicas de corte, a escolha certa dos alimentos e a quantidade necessária para o preparo dos pratos. Já me inscrevi no curso de garçom, pois quero agregar novos conhecimentos. Meu objetivo é me tornar chefe de cozinha” afirmou.

Coordenadora do Curso na Funsat, Noemi Alvarez explicou que o curso teve a duração média de 200 horas/aula, com 80 % de conteúdo especifico e 20 % de conteúdos básicos. “Os alunos tiveram aulas e palestras que abordaram aspectos de cidadania, ética profissional, legislação, meio ambiente, gênero e etnia, que contribuíram para a formação e preparação desses profissionais para o mercado de trabalho”, frisou.

Kaio Reverdito, profissional certificado pelo curso já tem novos planos traçados. “Quero fazer outros cursos e trabalhar como auxiliar de cozinheiro. As dicas e técnicas que aprendi foram importantes para um novo emprego. No curso vivenciamos a correria de uma cozinha e a importância de trabalhar em equipe”, salientou.

Mercado – De acordo com o diretor-presidente da Funsat, Aldo Eurípedes Donizete, muitos dos alunos certificados já têm destino certo para o trabalho, pois a instituição busca junto às empresas da capital a contração desses novos profissionais. “Estamos qualificando e reinserindo esses profissionais no mercado formal de trabalho. Buscamos nessa etapa intermediar junto às empresas, a formalização, Isto é, garantir o emprego formal com carteira assinada e benefícios a estes trabalhadores”, afirmou.

PlanTeQ – O Plano Territorial de Qualificação visa, através da qualificação profissional, à inserção e recolocação de trabalhadores em situação de desemprego ou ocupação no mercado formal de trabalho, incentivando a elevação da escolaridade dos participantes por meio de políticas públicas de educação, inclusão social, redução da pobreza e elevação da produtividade.

 

Fonte: Abrasel MS