Mais de mil quentinhas entregues na rodoviária acabam em uma hora

Um protesto na rodoviária do Plano Piloto distribuiu 1.100 marmitas, nesta quinta-feira (15/8). A manifestação - organizada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Distrito Federal (Abrasel-DF) e pelo Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar-DF) - pede a desoneração de encargos de tributos ao setor.

Ao todo, 300 estabelecimentos participaram da ação e da confecção. Além da culinária brasileira tradicional, foram entregues pratos dos mais variados tipos, como pizza e sanduíche. Em uma hora, o estoque de "quentinhas" terminou.

Para Jaime Recena, presidente da Abrasel-DF, o protesto do setor é para abrir os olhos das autoridades. "Está difícil para o empreendedor, ruim para o trabalhador e o cliente é quem está pagando caro essa conta", arfimou.

De acordo com a Abrasel, vários setores já conseguiu redução de impostos e tributos principalmente na folha de pagamento. A associação ainda informou que 80% dos bares que abrem, fecham em dois anos.

Cerca de 500 manifestantes ainda marcharam nesta tarde do Ministério do Trabalho até o Congresso Nacional e o Palácio do Planalto.

Com informações do Correio Braziliense