08/08/13 - Franquia lança drive-thru de pãozinho no interior de SP

Comprar pãozinho, mortadela, queijo e presunto sem sair do carro é a aposta da franquia de padaria Pão To Go, que inaugurou a sua primeira loja no fim de julho. A unidade funciona no sistema drive-thru e oferece um cardápio com cerca de 30 produtos.

Entre eles, pão francês (tradicional e integral), suco e leite em caixinhas, pó de café, manteiga e cigarro. As porções também são predefinidas: os pães são vendidos em sacos de cinco, 10 ou 15 unidades e, no caso dos frios, somente há a opção de comprar bandejas com 100g.

A primeira loja da rede foi aberta em São Carlos (232 km a noroeste de São Paulo). Outras unidades devem ser inauguradas, ainda no mês de agosto, em Uberlândia (MG) e em mais cinco cidades do interior de São Paulo: Ribeirão Preto, Catanduva, Piracicaba, Jundiaí e Bauru.

Ao todo, o dono da franquia, Tom Ricetti, 37, afirma que já vendeu 51 lojas. Duas delas para os Estados Unidos: uma em Miami e outra em Los Angeles.

Ricetti, que é formado em marketing e sócio de oito restaurantes, diz que o objetivo é oferecer rapidez e comodidade para os clientes que querem levar os produtos para casa, com uma operação reduzida e de menor custo para o dono da padaria.

"São necessários, no máximo, três funcionários na operação e uma área de 40 metros quadrados. A mão de obra não precisa ser especializada porque os pães vêm congelados de fornecedores terceirizados, basta apertar um botão para ligar o forno."

Ricetti promete pão quentinho a cada sete minutos e meio, para aproximar o cliente da experiência de comprar em uma padaria tradicional.

O investimento inicial para o negócio é de R$ 150 mil, referentes aos custos de instalação, taxa de franquia e capital de giro. O faturamento médio mensal é de R$ 50 mil, com lucro médio de 20% (R$ 10 mil).

Ricetti diz que os franqueados podem vender anúncios nos sacos de pão para elevar o faturamento e que eles também podem determinar seu horário de funcionamento e preços. Além disso, o idealizador do negócio também atende a pedidos de franqueados para diversificar os produtos oferecidos.

"Como estamos no início da operação, estamos muito abertos a sugestões dos franqueados. Em Minas Gerais, por exemplo, vamos vender também queijo fresco, no Rio de Janeiro, haverá mate como opção", declara.

A ideia surgiu em dezembro de 2012, quando ele levou uma hora para comprar pão. "As padarias estavam lotadas, então, fui ao supermercado e meu filho, que estava junto, me fez gastar muito mais do que eu deveria. O cachorro, que estava no carro, fez xixi. Naquele momento, resolvi criar a padaria drive-thru."

Fonte: Sua Franquia