29/07/13 - Restaurante usa celular para mostrar ao cliente pescador que pegou o peixe

Nos restaurantes japoneses existem truques para deixar o peixe mais atraente. Um deles é injetar monóxido de carbono no alimento para deixa-lo vermelho mesmo depois de vencida a validade. Outra tática é processar restos de peixe e vendê-los como uma peça nobre.

Um chef de uma restaurante japonês na cidade norte-americana de San Diego quer mostrar aos seus clientes que isso não acontece no restaurante dele.

Rob Ruiz, do Harney Sushi, desenvolveu um sistema pela qual o cliente pode ver onde o peixe que ele está comendo foi pescado, quanto dessa espécie existe no mundo e até mesmo o rosto dos pescadores responsáveis pela refeição.

O mecanismo funciona com um QR Code comestível junto aos sushis.

O QR Code é um quadrado que se assemelha a um código de barras. Quando aponta-se a câmera do smartphone para um deles, o usuário é direcionado a uma página.

No caso do restaurante de San Diego, o QR Code é impresso em um papel de arroz, com tinta a base de água.

Ao escanear esse código, os comensais são direcionados às informações sobre o ingrediente.

O restaurante vende mais de 453 quilos de peixe por semana.

Fonte: Folha.com