17/06/13 - Setor de bebidas pede que a tributação não suba em outubro

O ministro Guido Mantega (Fazenda) se reuniu na última quinta (13) com representantes do setor de bebidas em seu gabinete, em Brasília.

Estavam no encontro, o presidente da Ambev, João de Castro Neves, e o presidente da Coca-Cola do Brasil, Xienar Zarazúa, entre outros. O objetivo foi discutir a conjuntura econômica.

Os executivos apresentaram números que mostraram queda no volume total de vendas no primeiro trimestre na comparação com o primeiro trimestre de 2012.

Os dados relativos à produção em abril e maio também seguem desfavoráveis na indústria como um todo, segundo executivos. Uma fábrica da Heineken foi fechada.

"Há menos dinheiro disponível. A queda é tanto em cervejas quanto em refrigerantes, e é semelhante em todo o segmento", disse um dos presentes, depois da reunião.

Um outro executivo contou que não foram pedir redução da carga tributária.

"No nosso setor, se não aumentarem impostos em outubro, como o governo sinalizou, já ajudam", afirmou.

Os resultados da Ambev no primeiro trimestre deste ano ante o mesmo período de 2012 indicaram alta de 9,4% do custo de produto e crescimento de 0,8% da receita líquida. O ministério, em conjunto com as empresas, aprofundará os estudos sobre o setor.

 

Fonte: Folha de S.Paulo