18/06/13 - Redes inovam para melhorar resultado de franquias

Além do treinamento básico, as redes estão incrementando o suporte ao franqueado para minimizar conflitos e melhorar o resultado

Para fugir de brigas e aprimorar os lucros, as redes de franquias têm investido em ações de apoio aos franqueados que vão além do básico. Geralmente, quem entra na rede tem treinamento inicial e conta com consultorias de campo, que costumam checar se o padrão da empresa está sendo seguido. Dali em diante, o empreendedor é responsável pelo seu negócio e os mais inexperientes podem ficar perdidos na gestão.

Com isso, a insatisfação dos franqueados com as franquias tende a crescer. Muitas vezes, a rede não permite que os donos das unidades tenham voz nas decisões importantes e o resultado, como consequência, piora. ´´No mínimo, a rede tem que oferecer um bom suporte para implantação da loja, treinamento, obra civil, estruturação de estoque inicial, controles e processos operacionais básicos. Isso elimina 70% de problemas de relacionamento no futuro entre franqueador e franqueado´´, diz Luis Henrique Stockler, sócio da consultoria ba}Stockler.

Os primeiros 90 dias são cruciais neste processo, para garantir a boa impressão. Os meses seguintes, no entanto, são determinantes para o sucesso do negócio. Por isso, além das famosas visitas de check-list, algumas redes estão empenhadas em programas para aproximar os franqueados da cúpula de decisões. "É mais do que um apoio efetivo na gestão, é dividir com o franqueado as decisões estratégicas do negócio. Existem comitês de marketing, de produtos, de tecnologia, que no passado recente tinham mais um conceito consultivo apenas", indica André Friedheim, consultor da Francap.

A voz do franqueado

Ouvir o franqueado virou mania para os administradores do Spoleto. A rede estabeleceu vários programas para acompanhar de perto o trabalho do empresário e o conselho de franqueados participa das decisões estratégicas. "O franqueado é o melhor vetor de comunicação do que está ocorrendo na ponta e pode oxigenar a rede", define Antonio Moreira Leite, diretor de franquia e marketing da rede.

A decisão sobre o uso de recursos locais, por exemplo, é feita em conjunto. "A tomada de decisão do investimento local é de um comitê regional na qual a maioria dos franqueados e a franqueadora decidem onde serão alocados os recursos. O franqueado efetivamente decide onde vai ser investido o recurso de marketing local", diz Leite.

 

Fonte: Exame