10/05/13 - ABF muda classificação de microfranquia

 

A partir deste ano são consideradas microfranquias aquelas em que o investimento é de até R$ 80 mil

A ABF (Associação Brasileira de Franchising) anunciou um novo teto para as microfranquias. Dessa maneira, para ser considerada uma microfranquia, o valor de investimento da marca passa de R$ 50 mil para R$ 80 mil. O motivo da mudança é devido ao aumento de custos nos últimos cinco anos.

Para o diretor-executivo da ABF, Ricardo Camargo, a mudança de teto das microfranquias tende a aumentar a gama de financiamento e o número de empregos. “Os custos imobiliários das microfranquias são altos por conta dos impostos e principalmente por causa das luvas que os quiosques pagam”, explica.

No ano passado, as microfranquias representavam 4,4% do total do setor. Em 2011, essa participação era de 4,2%. No caso das marcas, a participação era de 17% em 2011 e, em 2012, caiu para 15,2%. Já no número de unidades a participação era de 13,5% em 2011 e diminuiu para 12,8% em 2012.

Sobre o setor

Em 2012, o mercado de franquias faturou R$ 103 bilhões, o que representa uma alta de 16,2% em relação ao ano de 2011.

O setor de microfranquias cresceu em 2012, 22% em relação ao ano de 2011, saltando de R$ 3,7 bilhões para R$ 4,5 bilhões. Em número de redes, saltou de 336 para 368, uma evolução de 10% de 2011 para 2012. Já em unidades, pulou de 12.561 para 13.352, uma expansão de 6%.

Fonte: Infomoney