Perini Qu4tro conquista o Top Ten da Expovinis 2013

 

Ícone da Vinícola Perini foi eleito o melhor vinho tinto nacional da Serra Gaúcha na disputa da maior feira de vinhos da América Latina

O vinho tinto Perini Qu4tro safra 2009 conquistou o Top Ten da Expovinis 2013, a maior feira de vinhos da América Latina, que ocorre de 24 a 26 de abril em São Paulo. Esta é a primeira vez que a Vinícola Perini, do Vale Trentino, tem um rótulo eleito entre os 10 melhores vinhos da Expovinis, a mais prestigiada premiação de vinhos do Brasil. O Perini Qu4tro, rótulo ícone da Vinícola Perini, foi eleito o melhor na categoria vinho tinto nacional da Serra Gaúcha. A avaliação foi feita às cegas (sem o conhecimento dos rótulos) por um grupo de 12 especialistas. “Esta premiação é um reconhecimento aos investimentos que fizemos nos últimos anos especialmente nos vinhedos. Ter o Perini Qu4atro eleito o melhor tinto nacional da Serra Gaúcha comprova também que nosso terroir do Vale Trentino, com até 800 metros de altitude, é adequado para elaborar bons vinhos tintos”, afirma o diretor-presidente da vinícola, Benildo Perini.

O Perini Qu4tro da safra 2009 é elaborado a partir da assemblage de Cabernet Sauvignon, Merlot, Tannat e Ancellotta, apenas em anos considerados excepcionais na qualidade das uvas. As outras safras que mereceram o rótulo do Perini Qu4tro foram de 2005 e de 2008. Toda matéria-prima utilizada é cultivada nos vinhedos da própria vinícola, no Vale Trentino, em Farroupilha, na Serra Gaúcha. Com edição limitada de 4 mil unidades, o vinho permaneceu nove meses em barricas de carvalho francês, sendo engarrafado em outubro de 2012 com 12% de teor alcoólico. “Conseguimos elaborar um vinho complexo e elegante com apenas 12% de álcool”, destaca o enólogo Leandro Santini. “Selecionamos as uvas que atingiram níveis bastante elevados de maturação e qualidade. A condução dos vinhedos é extremamente delicada e há um tempo adequado de barrica para a elaboração do Perini Qu4tro”, explica o enólogo. A edição anterior, safra 2008, já não pode mais ser encontrada sequer nos estoques da vinícola: foi esgotada e tornou-se item de colecionador.

 

O Top Ten da Expovinis é coordenado pelos especialistas Jorge Lucki e José Ivan dos Santos. O júri é formado por críticos nacionais e internacionais, com destaque para Hector Riquelme, eleito o melhor sommelier do Chile em 2005, semifinalista do mundial disputado na Grécia em 2007, coautor do Guia Descorchados e jurado do Decanter World Wine Awards. Os outros experts são Mario Telles Júnior (ABS-SP), Jorge Carrara (Prazeres da Mesa e site Basílico), Manoel Beato (sommelier do Fasano), José Luiz Alvim Borges (ABS-SP), Ricardo Farias (ABS-RJ), Gustavo Andrade de Paulo (ABS-SP), Celito Guerra (Embrapa Uva e Vinho), Mauro Zanus (Embrapa Uva e Vinho), Márcio Oliveira (site Vinotícias e Sbav-MG), José Luiz Pagliari (Sbav-SP e Senac-SP) e Roberto Gerosa (Blog do Vinho). As 10 categorias avaliadas são: espumantes nacionais, espumantes importados, brancos nacionais, brancos importados, rosados, tintos nacionais da serra gaúcha, tintos nacionais de outras regiões, tintos novo mundo, tintos velho mundo, fortificado e doces.

O Perini Qu4atro poderá ser apreciado na ExpoVinis 2013 no estande Vinhos do Brasil, onde a Vinícola Perini estará presente. Também será possível provar o Perini Qu4tro em duas degustações premium. A primeira, no dia 24, das 17h às 18h30, ao lado de todos os vencedores do Top Tem 2013. No dia 25, também das 17h às 18h30, o chileno Hector Riquelme conduzirá a degustação com os melhores vinhos nacionais deste ano.

Ficha técnica
Perini Qu4tro - safra 2009
Composição: 53% Cabernet Sauvignon, 32% Merlot, 6% Tannat, 9% Ancellotta 
Garrafa: 750 ml
Preço: R$ 97,90 no site www.vinicolaperini.com.br
Produtor: Vinícola Perini
Região: Vale Trentino – Farroupilha – RS – Brasil
Teor alcoólico: 12% 
Açúcar Residual: 2,1 gr/l 
Ph: 3,70

Viticultura: solo argilo-arenoso, vinhedos formados com mudas certificadas. Densidade de plantio 3.700 plantas por hectare. Produção por hectare de 7 toneladas. Colheita manual. Sistema de condução espaldeira em forma de Y.

Vinificação: seleção manual dos cachos das variedades que compõe o corte. Fermentação com leveduras selecionadas. Fermentação em tanques de aço inox, maceração lenta e gradual, com temperatura controlada entre 25?C e 27?C durante 10 dias. Fermentação malolática completa em barricas. 100% do vinho permaneceu 9 meses em barricas novas de carvalho francês. O vinho foi engarrafado em outubro de 2012.

Crédito das fotos: Jane Prado