De acordo com a prefeitura, a medida busca menor impacto nos futuros reajustes da passagem de transporte público

A prefeitura de Porto Alegre publicou na quinta-feira passada (27/7), o decreto nº 19.803, que retira a gratuidade na segunda passagem de ônibus e estabelece que ela custe R$ 2,02 (50% do valor da tarifa atual, de R$ 4,05). De acordo com a prefeitura, a medida busca menor impacto nos futuros reajustes da passagem de transporte público. O decreto entra em vigor em 30 dias e a regra valerá para quem utiliza vale-transporte e passe antecipado.

No entanto, as novas regras preocupam diversos setores da economia, entre eles o de alimentação fora do lar. Conforme a diretora executiva da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes seccional do Rio Grande do Sul (Abrasel/RS), Thais Kapp, essa retirada de gratuidade pode impactar em demissões no setor ou ser empecilho para novas contratações.


Segundo ela, “o custo gerado por este decreto pagaria um novo posto de trabalho. Assim, quem pensava em contratar, dará um passo atrás, bem como aqueles que precisarem reduzir custos, optarão pelo fechamento de uma vaga, pois a medida irá onerar os empresários. Somos contra as alterações e esperamos que a Prefeitura reveja este decreto com urgência”, pondera Thais.